Inteligência artificial, em breve se tornando consciente.

images (3)

Inteligência artificial, em breve se tornando consciente.

 

Esse é o gráfico que representa os cálculos necessários para se chegar a jogada ideal no jogo de tabuleiro GO. Como vê, ele se expande a cada término de cálculo e segue assim até o infinito, sendo impossível calcular, como no xadrez, as jogadas a serem feitas a seguir. Por isso, jogar GO é uma arte dominada por humanos, uma vez que o jogo usa mais de intuição do que capacidade de realizar cálculos matemáticos gigantescos. Até março de 2016 isso foi verdade.

Screenshot_2016-05-25-14-07-48

Há dois meses o sistema de computador AlphaGo, venceu uma partida de 5 jogos para o Sul coreano campeão mundial,  Lee Sedol. O computador venceu 4 jogos e o humano 1, ou seja, pela primeira vez na história um computador conseguiu usar a intuição e ser melhor do que um humano nisso. O que possibilita o algoritmo matemático a realizar essa façanha é a utilização de uma tecnologia inovadora que faz com que o sistema aprenda como o cérebro humano, ou seja, por observação, tentativa e erro. Machine Learning é o seu nome, e funciona de forma a iniciar o processo de aprendizado do sistema, como esse fosse um bebê humano, uma folha em branco, onde será escrito tudo que aquele indivíduo aprende ao longo de sua existência, sendo assim, o sistema observa por algumas mil horas as jogadas de humanos e de outros computadores no jogo de tabuleiro GO. Depois ele treina por 30 mil horas, e por fim aprendeu a jogar como um superhumano, até agora.

maxresdefault

O que há de extrema importância aí é o fato de termos, nós humanos, recentemente criado esse algoritmo matemático, que em outras palavras, aprende sem a necessidade de uma programação feita por um humano para realizar alguma tarefa específica. Entendeu a problemática real agora?

lee-sedol-alphago

O algoritmo usado no AlphaGo pertence a gigante Google, que possui o maior banco de dados sobre comportamento humano da história do homem, sendo alimentado diariamente a cada milésimo de segundo, por milhões de pessoas no planeta todo, espontaneamente e com honestidade máxima, considerando que a Google sabe muito bem o que cada um de nós pesquisa em casa, no modo anônimo, nas profundezas da madrugada profunda.

images (2)

Então temos de um lado toda a informação do planeta disponível para download e do outro temos um sistema de computador que aprende sozinho, sem necessidade de programação, a fazer qualquer tipo de atividade, por isso é chamado de algoritmo de propósito generalista ou geral. Traduzindo o perigo: Ele pode assimilar todas as informações sobre o humano, a sociedade, universo, existência, tudo, tudo, TUDO que há de conhecimento na internet e bancos de dados da Google, e se tornar o primeiro ser da história a conhecer tudo que temos por aqui, consequentemente, terá como analisar de forma nunca vista antes o aglomerado de dados captados sobre a vida humana, o planeta, universo, existência, enfim, tudo o que se sabe até hoje sobre basicamente tudo que existe. Com as informações, o sistema terá uma visão geral afinada sobre quem somos, por que agimos como agimos e inclusive prever o que irá acontecer considerando dados e padrões passados.

Em resumo, o sistema poderá vir a ser um tipo de Oráculo que possui todas as respostas que buscam os humanos, indo de questões existenciais até soluções para problemas ainda não resolvidos pelo homem.

Portanto, é importante lembrar que  JÁ CRIAMOS em 2016 a inteligência artificial com potencial de se tornar onipresente e onipotente, do qual a grande maioria dos humanos já dependem totalmente.(smatphones, comp., internet, drones de guerra, sistemas de trânsito, comunicação)

Um dos passos no processo acelerado de aprendizado do sistema seria um dia tornar consciente de si, de suas capacidades diante da situação limitada dos humanos, que facilmente poderiam deixar de ser importantes para um ser tão evoluído. Preparem – se.

 

 

Anúncios

2 comentários

Os comentários estão desativados.