Escolhas

images (5)

Surgem insights sobre a vida em nossas mentes vez ou outra. Hoje fui eu acordando com uma certa clareza sobre escolhas e os resultados delas.

Parece óbvio: “Sua vida é resultado de suas escolhas”. Tenho certeza que isso não é a primeira vez que escutam, porém mesmo assim, cliché e repetitivo, hoje consegui de alguma forma observar essa colocação de maneira diferente, mais profunda, mais próxima e real.
images (4)
O lance é que essas “escolhas” não são grandes escolhas. Não são daquelas que o mundo pára ao redor enquanto você decide que caminho tomar. Esqueça a imagem óbvia que vêm a mente, uma PERGUNTA, para qual você vai ESCOLHER uma resposta. Não, não é por aí que a vida age.

São micro escolhinhas, misturadas no dia a dia que as vezes nem parecem existir, mas existem. Podem vir disfarçadas de muitas coisas, inclusive invisíveis, como aquela escolha que você preferiu não tomar, decidiu não fazer nada sobre o assunto, e assim sendo, já tomou sem sentir, a dissimulada e disfarçada de transparente, escolha.

images (3)

O grande lance é que por não sentir que a maior parte da vida é basicamente fazer escolhas, a gente só se dá conta de que as tomou quando chegam as contrapartidas, o resultado. Pronto, aí parece que tudo e todos “têm culpa” de termos obtido aquele feedback, menos a gente, afinal eu nem me lembro de ter escolhido algo que me levasse a obter essa resposta, como posso eu ser responsável por isso?!

Mas você fez sim amigo, lá atrás, mesmo sem sentir, você fez escolhas que resultaram em algo bom ou ruim mais a frente. Não tem pra onde ir, desista, é matemático praticamente. Os resultados de suas escolhas diárias, sejam elas grandes, microscópicas, conscientes ou inconscientes, virão. E isso não tem nada haver com religião, que fique claro.

images (2)

Há algumas semanas atrás, amigos da época do colégio abriram um grupo no whatsapp para reencontrarmos a turma e termos todas aquelas gostosas conversas e risadas sobre os cabelos engraçados, as aulas gazeadas, as paqueras, os professores, e tudo mais que faz parte dessa ótima fase. Foi muito bom, adorei!

Certo, adorei.
Adorei, mas pera aí, qual o nome dessa menina mesmo? Essas outras duas aí não sei nem quem são. Esse menino acho que foi um quem me chamou pra sair e eu o ignorei. Gente e essas todas na maior conversa com Maria e Adriana, até parece que têm essa intimidade toda. Eis que cai minha ficha sobre minhas escolhas naquela época.

images (5)

Sim, eu havia escolhido treinar windsurf mais do que assistir aula.
Sim, eu matava aula demais para fazer isso.
Sim, na época era o máximo, excluindo as notas baixas, parecia não haver nada melhor do que aquilo.
Sim, com isso eu ganhei vários campeonatos, fiquei conhecida como atleta, aparecia na tv direto, até reality show na tv gravei, meu ego era bem gordinho e andava satisfeito que era uma beleza.
Sim, me afastei bastante da turma do colégio, foquei a amizade em quatro amigas e ponto. O restante da sala eu mantinha uma distância devido aos treinos e também nunca gostei muito de sociabilizar, me sentia desconfortável e então escolhi manter na superfície as amizades.
Sim, o pessoal do grupo do whatsapp tinha intimidade e sabiam dos nomes uns dos outros, histórias passadas, vida atual e até saíam juntos nos dias de hoje. Eu que com minhas escolhas, não desenvolvi a intimidade necessária para tanto.

fitness motivational quotes (2).jpg

Mesmo sem saber que tomava decisões, eu aos 14, 15 ou 16 anos fiz escolhas que ecoam hoje aos 35. Pois é, eu disse que o feedback chega.

Atenção quando caminha na vida meu irmão, atenção. Escolhinha tem o mesmo peso que escolhão.

Anúncios